segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Livra-te de todo o mal


                Hoje o por do sol está divinamente lindo, meus olhos mostram que estou com um alto astral apesar de todas as provas que estou suportando silenciosamente. Poderia estar escrevendo mais um texto de amor, ou um texto reafirmando que não sei nada sobre mim. Poderia estar falando sobre qualquer coisa, mas resolvi abrir meu peito e tentar encontrar uma resposta, tentar achar alguém que me entenda, que me ouça.
Nunca irei entender, mesmo se tivesse milhares de décadas de existência, porque existem pessoas que não suportam te ver feliz.
Se você começa a aprender alguma coisa porque tem paixão por tal coisa (e não porque te obrigaram), SEMPRE tem aquela pessoinha que tenta te colocar para baixo e fazer você sentir-se inferior à ela.
Se a mesma dita-cuja começa a namorar e você nada, logo quer jogar na cara que você é mal-amada e ela, uma gostosa nessa vida.
Se você passa um batom diferente, usa um delineador de uma nova maneira, compra um brinco, ganha um colar, penteia o cabelo essa pessoa sempre dirá que está horrível, mas nela tudo é perfeito.
Se você consegue algo, algo do qual tem esperado sua vida inteira, logo vem encher sua cabeça dizendo que nada disso é correto e que não dará certo
Se você recebe um elogio inesperado de alguém, logo diz que é besteira ou que a pessoa só sabe mentir.
Priva-te de todas as amizades possíveis e impossíveis. É a vítima de todas as estórias que tem pra contar, enquanto você é apenas (e nada mais além) a bruxa má.
Apesar de tudo isso (e muitas outras coisas) você não desiste de amar a pessoa. Você não quer deixá-la, não por necessidade, mas sim porque a ama e a quer bem. É um amor inocente, querido, e que sem que perceba já está preso a ele. Acreditem quando digo que não é tão fácil de conseguir se libertar.
Mas chega uma hora que o engasgo é maior que todo o amor e carinho (e quando algo é maior que o amor, algo está completamente errado). Chega uma hora em que toda a dor, todo o choro que escondia em teu peito explode. Cansa. Cansa deixar de sorrir pra deixar o outro bem e ele não fazer nada em troca. Machuca pra caramba isso tudo.
Mas, ainda bem, há Quem nos dá forças pelo caminho e assim que vê que não suportamos mais a dor, permite que nos desprendamos de pessoas, sentimentos, lugares e tudo aquilo que não nos quer bem. Ainda bem que coisas novas entram nos nossos caminhos, que novas pessoas invadam nossos corações, que novos dias surjam pela frente e tragam alegrias que esperamos e precisamos.
Talvez, para evitar que pedras tornem a permanecer no meio da estrada para fazer com que eu tropece, eu tenha que botar mais fé na minha oração “Livrai-me de todo o mal. Amém!”.
                
Desculpem a ausência (ok, ninguém sentiu minha falta mas sou educada). Ando meio ocupada, graças à escola e toda a cobrança exigida quando você e seus coleguinhas estão no último ano do colégio (um beijo pra quem está tendo a mesma experiência), fora que ENEM já está aí, em novembro faço meu primeiro vestibular (pra valer) e minha vida pessoal está AAAAAAAAAARGH! Espero que também me desculpem por esse texto meio mal-feito, mas precisava (e muito!) desabafar. 
Preparei 3 textos novos que postarei ainda essa semana (não todos de uma vez, claro).
Obrigada quem tem comentado, seguido e "ouvido" meus segredos.
Um enorme beijo :*

Um comentário:

  1. Oi linda dá uma passdinha no meu blog?
    http://perfeitateen.blogspot.com/

    ResponderExcluir